Como obter uma alta performance em provas de concursos públicos

Voltar para Blog, Notícias e Concursos

Como obter uma alta performance em provas de concursos públicos

1) Professor, é possível que, assim como numa partida de futebol, haja grande variação do desempenho, da performance, do candidato no dia da prova?
Com certeza. Estou envolvido em concursos públicos, como candidato e professor, há 15 anos. E, nesse tempo, vi muitos candidatos que maximizaram ou minimizaram o seu rendimento em provas. Vi candidatos que obtiveram uma alta performance considerando o grau de conhecimento que tinham e candidatos que obtiveram uma baixa performanceconsiderando o nível de preparação no qual se encontravam. A maximização da performance significa, portanto, obter o máximo rendimento possível com o conhecimento que o candidato possui. Em suma: não se trata de mágica, mas sim de aproveitar da melhor maneira possível o que se sabe.

2) A que você atribui essa variação de rendimento?
A diversos fatores. Externos e internos. Físicos e psicológicos. São exemplos de fatores ou causas externas (ambientais, físicas e psicológicas) que podem afetar o candidato: o trânsito, o barulho, o desconforto das acomodações, o clima, a pressão familiar, o stress, dentre outros. Tudo isso pode prejudicar o candidato no dia da prova, tanto física, quanto psicologicamente. Por exemplo, o candidato que não se alimenta adequadamente, que não descansa, que sofre pressão familiar pode se abalar internamente e minimizar a sua performance (rendimento) no dia da prova.

3) Como é possível combater esses fatores?
Em relação às questões físicas, as palavras de ordem são conforto e adequação. É recomendável que o candidato adote todas as medidas para que se sinta fisicamenteconfortável no dia da prova. Embora haja um certo grau de subjetividade, há algumas medidas aplicáveis à maioria das pessoas, dentre elas:

1)  Alimentação adequada. Na véspera e no dia da prova, evite alimentos gordurosos ou de difícil digestão, bem como bebidas alcoólicas. Na véspera, procure comer alimentos que não prejudiquem o sono. No dia, a recomendação é tomar um café da manhã que seja de fácil digestão e levar para a prova algumas barrinhas de cereal  para evitar a queda da glicose no organismo, alem de água;

2) Vestuário adequado. Procure se vestir de maneira confortável e adequada, evitando roupas justas, curtas ou apertadas, que te façam sentir calor ou frio;

3)  Procure descansar e relaxar na véspera da prova

Em relação às questões psicológicas, o recomendável é evitar qualquer fator externo que possa aumentar o nervosismo de véspera. Algumas dicas práticas são: pesquisar com antecedência o local da prova; escolher e separar na véspera a roupa que vai usar no dia da prova; conferir e testar o material e os documentos necessários para a realização da prova; sair de casa com antecedência; procurar se acomodar confortavelmente na sala. Em suma: você precisa criar e montar toda a estrutura necessária para obter o melhor rendimento possível no dia da prova. Isso porque, por exemplo: se no dia, você não encontra o local da prova, chega em cima da hora ou verifica que não está com o material adequado, você aumenta o grau de stress e gasta energia com algo secundário, ou seja, com as atividades meio relacionadas à prova e não com o seu objetivo fim que é a aprovação.

Em relação aos demais fatores psicológicos, é preciso aprender a gostar de fazer prova.Lembre-se: treino é treino, jogo é jogoEncare a prova com toda a seriedade possível, lembrando que se trata de um momento único, mágico, que pode mudar o rumo de sua vida. Esse é o momento para o qual você se dedicou e que dá sentido a todo o esforço e renúncias que envolveram a sua preparação. Em síntese: a realização das provas é o que justifica tudo que você viveu até o momento em relação a concursos públicos.

4) Mas professor, essa expectativa não aumenta a ansiedade? Considerando a importância da prova, como combater o medo, a ansiedade, o nervosismo inerentes a todo esse processo?
Sim, e esse é o grande paradoxo dos concursos. Sempre defendi a máxima de que o que vale a pena ser feito, vale a pena ser bem feito, ou seja, prova é coisa séria. Não recomendo que concurso público seja feito de maneira aleatória. Mesmo que você não tenha a perspectiva de ser aprovado, dedique-se, até para saber o seu real grau de preparação. Lembre-se: é final de semana e você poderia estar em qualquer lugar, mas está fazendo uma prova. Então, faça direito. Leve a sério. Por outro lado, essa perspectiva aumenta a ansiedade e, como você bem disse, esses sentimentos (medo, nervosismo, ansiedade) são inerentes ao concurso público. É preciso vivenciá-los, senti-los, pois eles farão parte de todo o processo. Você deve usá-los a seu favor. Caso bata ansiedade, medo, nervosismo, PARE! RESPIRE! Procure se concentrar e colocar as coisas em perspectiva. Lembre-se que concurso público não é o fim do mundo; que você não tem nada a perder; que as coisas só podem melhorar; que, se tudo der errado, haverá outras provas;  que você estudou; que não há o que temer e, principalmente, evite pensamentos negativos e lembre-se: VAI DAR TUDO CERTO!

5) Professor, seria possível resumir as orientações em 10 dicas úteis e práticas aos candidatos?
Sim, vamos lá:
1) Verifique e, se for o caso, escolha, na véspera, o local de prova, a forma de acesso, o material a ser utilizado e a roupa que vai vestir, deixando tudo pronto e separado;

2) Prepare-se com antecedência e vista-se (com roupas confortáveis) e alimente-se adequadamente (evitando alimentos gordurosos e de difícil digestão);

3) Leve água e duas ou três barrinhas de cereal para se alimentar durante a prova;

4) Pense positivamente sempre, em especial na véspera e durante o trajeto até a prova, lembrando de tudo o que você vivenciou e de quanto se preparou para esse momento (lembra-se: vai dar tudo certo!!!);

5) Acomode-se confortavelmente no local onde será realizada a prova;

6) Encare a prova com toda a seriedade possível. Lembre-se: treino é treino e jogo e jogo.Chegou a hora do jogo;

7) Controle o tempo sempre. Antes, durante e até o final da prova!

8) Comece pelas questões que você tem mais facilidade para ir ganhando confiança, deixando as mais difíceis para o final;

9) Se der um branco, PARE E RESPIRE, vá ao banheiro e lave o rosto. Lembre-se: que fazer provas não é nada de mais e você só tem a ganhar!

10) Curta, viva e sinta esse momento que, no futuro, fará parte das muitas histórias que um dia você ainda vai contar aos seus filhos, amigos e netos.

Um grande abraço e muito SUCESSO a todos!!!

Por Érico Teixeira (Juiz Federal / TRF2) 

Compartilhe este post

Voltar para Blog, Notícias e Concursos