Ministro do Planejamento afirma: “Este ano voltaremos a ter concursos”

Voltar para Blog, Notícias e Concursos

Ministro do Planejamento afirma: “Este ano voltaremos a ter concursos”

Excelente notícia para os concurseiros! Recentemente o ministro do Planejamento  Dyogo Oliveira participou do programa Por Dentro do Governo, da TV Nacional do Brasil, e confirmou que muitos concursos federais serão autorizados em 2018.

“Este ano nós voltaremos a ter concursos. Há um limite dado no orçamento de que o número de pessoas que entra vai ser exatamente o máximo das pessoas que vão sair. Ou seja. não vamos aumentar o número de servidores públicos, mas vamos fazer reposições”, declarou.

A confirmação é excelente notícia para os milhares de concurseiros que aguardam aval de concursos para o Poder Executivo federal.

Ministro explica critérios para autorização de concursos federais 2018

O ministro explicou ainda os critérios que o Planejamento seguirá este ano para conceder autorizações de concursos. Segundo Dyogo Oliveira, a pasta pretende contratar servidores priorizando órgãos com mais necessidades.

“Primeiro nós vamos fazer uma revisão dos processos de trabalho. Depois partiremos para uma avaliação da necessidade de pessoal do órgão e, por fim, realizaremos um plano de aplicação das pessoas. A partir de agora o órgão terá que justificar exatamente o que a pessoa que ingressa por concurso vai fazer quando entrar no governo, e não aquilo que acontecia no passado”, esclareceu. “Nós vamos fazer um trabalho diligente, técnico para que só façamos contratações de pessoas que sejam estritamente necessárias para garantir a prestação dos serviços públicos”, completou.

As falas do ministro vão ao encontro do Orçamento da União, sancionado pelo presidente Michel Temer. Nele, há a previsão de preenchimento 27.988 vagas em concursos federais do poderes Executivo, Judiciário e Legislativo. No Executivo são 20.298 vagas, sendo 17.078 para substituição de terceirizados e 2.779 para provimento de cargos vagos (órgãos com carência de pessoal). O governo reserva 13.783 vagas para professores e técnicos-administrativos em Educação.

Entre as seleções previstas no Orçamento estão a da PF e do lohan. O Orçamento de 2018 mostra ainda que a substituição de terceirizados será um dos critérios utilizados pelo Planejamento na hora de conceder uma autorização. Isso porque 17.078 vagas serão destinadas à substituição de terceirizados.

Outra prioridade do governo na autorização das seleções será, segundo ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, substituição de saídas de servidores por aposentadoria, já que essas saídas aumentaram em 50% na comparação dos anos de 2016 e 2017.


Conheça nossos Cursos Regulares e Retas Finais

Fonte: Folha Dirigida

Compartilhe este post

Voltar para Blog, Notícias e Concursos