Conheça 5 áreas do Direito para concurseiros!

Voltar para Blog, Notícias e Concursos
áreas do Direito para concurseiros

Conheça 5 áreas do Direito para concurseiros!

1. Introdução

O Direito é uma área do conhecimento impossível de ser enxergada a partir de um único ponto de vista. São vários ramos, que se dividem nos grupos do Direito Público e do Direito Privado. E, exatamente por isso, ele oferece aos bacharéis diversas possibilidades de atuação, para os mais variados gostos e tipos de pessoa.

Isso, inevitavelmente, se reflete no universo dos concursos. Afinal, quem decide seguir carreira pública encontra um leque de possibilidades, que vão desde a Advocacia Pública, que abrange a Defensoria Pública, o Ministério Público e a Advocacia de Estado, até a Magistratura.

E você, vai prestar concurso público e quer conhecer algumas áreas do Direito em que pode atuar? Então, continue a leitura e entenda mais sobre 5 delas!

2. Defensoria Pública

Defensor Público é o advogado que atua pelo Estado em favor das pessoas que não têm condições de pagar pelo profissional particular. A atuação do profissional pode ocorrer em distintos ramos jurídicos, os quais se dividem em âmbitos federal (Defensoria Pública da União) e estadual (Defensoria Pública dos Estados).

Além disso, as possibilidades de crescimento na carreira são grandes. Isso porque o cargo de defensor é cada vez mais valorizado, a partir da aquisição de prerrogativas antes concedidas apenas a outros cargos, como Magistratura e Promotoria. Porém, alguns certames exigem de dois a três anos de atividade jurídica.

Curso Preparatório para Concurso Público

3. Promotoria

Por falar nela, a Promotoria é outra carreira bastante promissora, já que conta com princípios institucionais que asseguram certos direitos importantes. Cita-se, aqui, a independência funcional, por exemplo, importante no exercício das tarefas conferidas ao Promotor.

Este, ainda, goza de vitaliciedade (destituição somente por sentença condenatória transitada em julgado), inamovabilidade (impossibilidade de afastamento desmotivado ou ilegal) e irredutibilidade de subsídio (impossibilidade de diminuição da remuneração).

Porém, para ter esses benefícios, é necessário ter três anos de atividade jurídica. Cabe ao Promotor a defesa da ordem jurídica, da democracia e do patrimônio público, podendo atuar como parte, ou fiscal da lei em processos.

4. Magistratura

A Magistratura é outra importante carreira. Afinal, é o ocupante do cargo de Juiz que processa e julga ações judiciais decorrentes de conflitos entre pessoas, físicas ou jurídicas, ou entre estas e entes públicos. Para chegar lá, contudo, é preciso comprovar pelo menos três anos de atividade jurídica.

O Magistrado conta com as mesmas prerrogativas conferidas ao Promotor e pode atuar nas esferas federal, estadual, trabalhista e militar. Ademais, as chances de crescimento são grandes, considerando a possibilidade de promoção para o cargo de Desembargador.

5. Delegado de Polícia

Para aqueles que gostam da área criminal, o cargo de Delegado de Polícia é uma ótima opção. Esse agente público preside inquéritos policiais, promovendo investigações e coordenando outros agentes.

Trata-se, então, de trabalhar na polícia judiciária, de caráter repressivo, uma vez que age após a prática do ato delituoso. No âmbito estadual, estão os Delegados de Polícia Civil, atuantes em crimes de interesse da Justiça dos Estados. Já no federal, estão os Delegados da Polícia Federal, que investigam delitos de competência da Justiça Federal.

6. Auditoria

Auditoria consiste em trabalhar na fiscalização. No caso do Auditor da Receita Federal, o servidor é responsável por fiscalizar o pagamento de tributos e de obrigações tributárias acessórias. É ele, também, que faz o lançamento de débitos tributários.

Já o Auditor Fiscal do Trabalho analisa o cumprimento de normas trabalhistas nas relações de emprego. Ele também fiscaliza a observância de regras de segurança no trabalho, tutelando os direitos do trabalhador. Trata-se de ocupações relevantes e bem remuneradas, porém não tão difundidas, constituindo, assim, excelentes oportunidades.

7. Conclusão

Como você viu, o que não falta no Direito é opção para trabalhar no setor público. Desde o trabalho com foco social até o de fiscalização, é possível aplicar e aprofundar naquilo que foi aprendido no curso superior. No entanto, não há como falar em carreira melhor ou pior, dentre essas citadas e outras oferecidas a você, concurseiro.

Isso vai depender da sua afinidade com determinado ramo jurídico, assim como dos seus interesses quanto à maneira de aplicar os seus conhecimentos profissionalmente. Pense nisso ao escolher a sua!

dicas para concurseiros

Compartilhe este post

Voltar para Blog, Notícias e Concursos