Quais são os requisitos para ser Delegado de Polícia Federal?

Para se tornar um Delegado de Polícia Federal é necessário que a pessoa que esteja disputando ao cargo possua bacharelado em Direito em instituição reconhecida pelo MEC, tenha experiência mínima de três anos em atividade jurídica ou policial, além de possuir carteira de habilitação na categoria B ou superior. Você que está pensando em ser

O que faz um Delegado de Polícia Federal?

Você que está pensando em ser Delegado de Polícia Federal já deve ter se questionado como é o dia a dia dessa carreira. Vamos tirar todas as suas dúvidas sobre o local de trabalho, carga horária, áreas de atuação, entre outros. Então, se você sonha em ingressar na Polícia Federal, leia o texto até o

O que é Direito Digital?

A digitalização, que pode ser entendida como a desmaterialização da informação que estava contida em coisas (como livros, cadernos, agendas, etc), provoca uma alteração na gestão da informação jurídica ou que tenha algum impacto jurídico. Essa transformação ocorre tanto nas empresas, quanto nos escritórios de advocacia, e também no Poder Judiciário, dando possibilidade da efetiva

Tudo o que você precisa saber para entrar na Polícia Federal

As carreiras policiais têm se mostrado uma alternativa muito promissora para concursos públicos. Isso porque, em geral, tais cargos têm incluído mais vagas em seus processos seletivos. O último edital da Polícia Federal, publicado em Janeiro de 2021, não foge a regra, são mais de 1.000 (mil) cargos somente para ampla concorrência. Fora isso, os

O que é Direito Penal?

Trata-se de ramo do direito que prescreve os crimes, tendo aqui a ideia de infração penal que abrange crime e contravenção, determinando sanções por sua infração, cominando penas e medidas de segurança na hipótese de inimputáveis.  Ainda que seja denominado direito penal, não é unicamente sua essência cuidar da pena, mas também abarca o estudo

Foro privilegiado: como funciona?

O foro privilegiado trata-se de um mecanismo disposto na Constituição em que determinadas autoridades são julgadas criminalmente por tribunais superiores, em hipóteses nas quais, se o ato não fosse cometido pelo detentor do cargo, seria julgado por juiz criminal de primeira instância. Enfatiza-se que o termo correto é foro especial por prerrogativa de função, contudo,