Carreiras Jurídicas: Procurador Federal

Voltar para Blog, Notícias e Concursos
Saiba mais sobre carreiras federais

Carreiras Jurídicas: Procurador Federal

Ser procurador federal é uma ambição para muitos bacharéis em direito, razão da estabilidade, do salário atraente, da independência funcional da carreira ou da vocação.

 

Aos 32 anos, Diego Pereira afirma que nunca desistiu da tão sonhada vaga na Procuradoria Geral da União, concurso no qual obteve aprovação em 2014. Após prestar mais de 20 concursos públicos (para quase todas as carreiras jurídicas) trilhou um caminho longo e cheio de desafios superados:

 

“Trabalhei durante toda a graduação e continuei a prestar diversos outros concursos de nível médio. Sem sucesso. Então, iniciando o oitavo semestre de faculdade, comecei a prestar concursos de nível superior. Gostava muito da atuação do profissional do direito como advogado, e, então, associei essa ideia com a dos concursos públicos, decidi que queria ser Procurador (seja na esfera estadual ou federal)”.

 

 

 

 

SOBRE O CARGO DE PROCURADOR FEDERAL

 

 

Atribuições

 

O Procurador Federal é responsável pela representação judicial perante autarquias federais, defendendo políticas públicas através da representação judicial, extrajudicial, consultoria e assessoramento jurídicos de 159 autarquias e fundações públicas federais.

 

 

 

REQUISITOS:

 

 

    • Ser bacharel em ciências jurídicas.

       

 

    • Inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

       

 

    • Nacionalidade brasileira, nato ou naturalizado.

       

 

    • Estar em dia com as obrigações eleitorais e militares.

       

 

    • Tempo de exercício de atividade jurídica de, no mínimo, 2 anos.

       

 

 

 

 

REMUNERAÇÃO

 

 

Iniciais de  R$ 19.197,67 reais.

 

 

 

 

DISCIPLINAS ESPECÍFICAS

 

As disciplinas centrais de maior destaque no concurso são: Direito Constitucional, Direito Administrativo, Processo Civil e Legislação sobre seguridade social.

 

Outras disciplinas são:  Direito Previdenciário, Direito Ambiental, Direito Tributário, Financeiro, Direito Civil, Direito do Trabalho, Direito Penal, Direito Empresarial, Direito  Econômico, Direito  Agrário, Processo do Trabalho, Processo Penal e Internacional Público/Privado.

 

 

ETAPAS DO CONCURSO

 

O concurso é dividido em 3 etapas, são elas: Prova Objetiva, Prova Subjetiva e Prova Oral.

 

O concurso para Procurador Federal é um certame com alto grau de exigência. Por isso, o concurseiro deve ter muita resiliência.

 

Alguns dedicam-se apenas a carreira de procurador, enquanto outros são aprimorados com a experiência em concursos já prestados para outras carreiras, como foi o caso de Diego:

 

 

“Faria tudo novamente. Além disso, quando percebia que não estava saindo editais de Procuradorias, prestava concursos para outras carreiras (Magistratura, Ministério Público e Defensoria). Costumo brincar ao dizer que somente não poderia ser delegado, pois foi a única carreira jurídica que não prestei concurso”.

 

 

O procurador federal Diego Pereira deixa uma mensagem para os próximos companheiros de profissão:

 

 

 

“Observo que há uma espécie de tempo necessário para se chegar à aprovação. Mas você pode encurtá-lo. Depende muito da sua força de vontade para querer vencer. Sei que você é um vencedor. Eu consegui. Você, amigo concurseiro, conseguirá também”.

 

 

Conheça nosso Curso Regular Procurador Federal!

Compartilhe este post

Voltar para Blog, Notícias e Concursos