O que é melhor: concurso público ou advocacia privada?

Os interessados em ingressar em uma carreira jurídica consolidada, ainda na universidade, pensam qual é o melhor caminho para um cargo jurídico, o concurso público ou advocacia privada? Ambas as carreiras requerem dedicação e estudos contínuos.

Afinal, um concurso público é uma preparação para um cargo estável e para isso requer anos de estudos para vagas que sãos super concorridas. Já na advocacia privada ou direito corporativo, o interessado precisa estar atento ao nicho e a área que deseja seguir.

Por isso, listamos aqui o que pode ser mais vantajoso para quem está ainda em dúvida sobre o que seguir após a formação universitária ou se ainda está na dúvida se deve virar um concurseiro de fato para concursos públicos em áreas jurídicas.

Veja por aqui as vantagens de concurso público ou advocacia privada:

Leia mais:

Concursos para advogados
Quais concursos pedem a OAB?
Quanto ganha um funcionário público?
É preciso ter concluído a faculdade para prestar concurso público?

Vantagens: concurso público ou advocacia privada

Antes de listar a principal vantagem que é a estabilidade financeira, quem deseja seguir em carreira pública deve ter em mente que o interesse nessa área deve ser dar suporte à população por meio dos interesses públicos e coletivos. Por isso, uma carreira consolidada por concurso público é bem diferente da advocacia privada.

1 – Atuar diretamente na área de atuação que escolheu, como: Juiz Federal, Juiz de Direito, Procurador da República, Defensoria Pública, Promotoria Pública, etc. O que é bem diferente da carreira no setor privado (advocacia privada). É muito difícil um servidor público ser designado para fazer atividades fora da sua área do conhecimento.

2 – As carreiras jurídicas do setor público são muitos estáveis e apresentam um dos salários mais bem remunerados do país. Para carreiras de magistratura federal ou estadual, os salários chegam a mais de 30 mil reais, por exemplo.

3 – Os concursados em áreas jurídicas são reconhecidos como profissionais que não erram, e de fato têm uma responsabilidade em relação a isso, porque estudam e atualizam normas coletivas. Por isso, esse tipo de cargo jurídico tem alto reconhecimento e respeito profissional por boa parte da população.

4 – Na advocacia privada a remuneração profissional é baseada nos resultados que o profissional pode trazer para a corporação. Dependendo da área jurídica que esteja atuando, como setor financeiro, por exemplo, por alçar diversos cargos, assim como ter promoções de uma maneira mais rápido, do que ficar anos estudando para um concurso.

5 – Na advocacia privada o profissional pode atuar em diversas áreas de interesse e desenvolver outras habilidades profissionais além das áreas de conhecimento do Direito.

6 – Ainda no ambiente privado, o profissional pode atuar em qualquer região do mundo ou do Brasil. Contudo, a concorrência no setor é muito concorrida. O que é bem diferente de um servidor público, que atua, quase que em toda a sua carreira, na mesma região pela exigência do cargo.

Quer ingressar em uma carreira jurídica por meio de um concurso público?

A primeira coisa que você deve ter em mente para iniciar na carreira pública é dedicação nos estudos. Por isso, pesquise bastante por qual área quer seguir e comece a planejar os seus estudos.

O Curso Ênfase é uma plataforma online que lhe ajuda na preparação completa para os concursos jurídicos mais concorridos do país, como magistratura federal ou estadual (Juiz Federal ou Juiz de Direito).

Contudo, uma das principais dúvidas dos concurseiros incitantes é quanto tempo para de fato se tornar um juiz. Já escrevemos sobre isso por aqui, veja.

Sabendo de todos esses requisitos para um concurso público, venha conhecer na grade de estudos e comece a sonhar com a sua estabilidade na carreira.