Novo concurso do TRE-RJ está previsto para 2017!

Voltar para Blog, Notícias e Concursos

Novo concurso do TRE-RJ está previsto para 2017!

A realização de um novo concurso para o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) é concreta. Além do prazo de validade da atual seleção estar próximo de vencer, um novo concurso para o órgão, abrangendo as carreiras de técnico (nível médio) e analista (superior) judiciários, foi incluído no orçamento do governo federal para 2017. 

Portanto, segundo especialistas na área, os interessados já devem iniciar a preparação. Quanto mais cedo isso ocorrer, maiores as chances de se conquistar uma vaga. Outro fator que reforça que o concurso ocorrerá é que o orçamento da União prevê, inclusive, uma projeção das receitas que o governo federal estima arrecadar.

Segundo consta no documento, a previsão é conseguir arrecadar R$3.475.000,00, sendo R$2.275.00,00 com as taxas de técnico judiciário e R$1.200.000,00 com as de analista. As projeções foram feitas com base no concurso de 2012, tendo cerca de 35 mil inscritos para a primeira carreira e 15 mil para a segunda. A validade do atual concurso, aberto em 2012, encerra-se no dia 12 de dezembro deste ano. A partir desta data, o TRE-RJ não terá mais um banco de concursados, para repor vacâncias geradas por aposentadorias, exonerações, mortes e invalidez.

Inclusive, tradicionalmente, o tribunal realiza concurso tão logo o prazo de validade do anterior se encerre, exatamente para não ficar sem um cadastro válido de pessoal. Então, esses dois motivos (término do prazo de validade da atual seleção e o fato de um novo já estar no orçamento) evidenciam que o concurso será, de fato, aberto em breve. O TRE-RJ só deverá anunciar os cargos/especialidades no novo certame após o término da validade do que está em vigor e depois que o orçamento federal for aprovado no Congresso Nacional. 

No entanto, é muito provável que as mesmas áreas do concurso aberto em 2012 sejam contempladas. E entre os cargos está o de técnico judiciário da área administrativa, que exige apenas o nível médio, sem necessidade de formação técnica. Inclusive, o maior número de contratações na Justiça Eleitoral ocorre exatamente nesta função. Além do técnico da área administrativa, o concurso de 2012 contemplou também as especialidades de operação de computador e de programação de sistemas, ambas com exigência de nivel médio/técnico. Já para analista judiciário, as oportunidades foram para as áreas Administrativa, Judiciário, Contabilidade, Análise de Sistemas, Arquitetura e Engenharia Civil e Elétrica.

O concurso de 2012 foi, inicialmente, para 19 vagas imediatas, sendo dez para técnico e nove para analista, além de ter formado um banco de reserva. Naquele ano, todos os concorrentes foram submetidos a 120 questões objetivas, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. Todavia, os candidatos a analista judiciário (todas as áreas) e a técnico judiciário na área de apoio especializado (programação de sistemas) também foram submetidos a uma redação. 

Fonte: www.folhadirigida.com.br 

 

Compartilhe este post

Voltar para Blog, Notícias e Concursos